Manutenção de aeronaves: por que optar por uma oficina homologada?

Oficina mecânica de aeronave
Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Se você não leva o seu carro em qualquer mecânico, porque levar uma aeronave a uma oficina que não é homologada? Além de ser um produto bem mais caro que um automóvel, as aeronaves também estão sujeitas a acidentes graves por falta de manutenção. Por isso, buscar por um serviço de manutenção de qualidade é fundamental para garantir a segurança do seu avião, tripulação e passageiros, além de evitar prejuízos.

Entenda a seguir como acontece a manutenção de aeronaves e qual a importância de buscar por oficinas homologadas pela ANAC. Conheça também a qualidade do serviço que o Aeroclube de Juiz de Fora pode oferecer a você.

Como acontece a manutenção de aeronaves

A manutenção de aeronaves envolve diversos processos, entre eles: intervenção, limpeza e inspeção de peças e sistemas. É dessa forma que a equipe de mecânicos consegue identificar desgastes e danos, além de providenciar trocas e consertos. Isso irá garantir a boa funcionalidade da aeronave, prevenindo acidentes e perdas financeiras.

Para que esse trabalho seja desenvolvido com qualidade, os mecânicos seguem o manual disponibilizado pelo fabricante de cada modelo de aeronave. Nesse documento, o fabricante detalha o passo a passo do programa de manutenção, que deve ser seguido à risca para que haja sucesso.

Como a estrutura e os sistemas de cada avião são diferentes, uma oficina habilitada para trabalhar com determinado modelo, não necessariamente sabe lidar com outro. Por isso, checar a existência dessa habilitação é fundamental para que não ocorram erros por falta de conhecimento técnico.

Quais são os tipos de manutenção?

A manutenção preventiva, acontece periodicamente através de agendamentos, mesmo que não haja qualquer problema aparente. A intenção é manter toda a estrutura em perfeito funcionamento pelo máximo de tempo que determinada aeronave, peça ou sistema é capaz de suportar.

Esse limite é definido por diferentes critérios como, por exemplo, as horas de funcionamento. Elas podem ser medidas pelo tempo entre revisão (TBO), tempo limite de serviço (SLL) ou verificação do estado de conservação (ON-CONDITION). São levados em conta também o tempo total de funcionamento da aeronave e número de ciclos de operações concluídos.

Outros tipos de manutenção que fazem parte da rotina da aviação são:

Manutenção de linha: acontece entre o pouso e a próxima decolagem.

Manutenção de hangar: acontece durante o tempo de espera entre voos com mais de 6 horas de duração.

Manutenção de checks A, B e C: acontecem a cada 400 a 600 horas de voo ou 200 a 300 ciclos (A); a cada 6 a 8 meses (B); e a cada 20 a 24 meses (C).

Overhaul ou Check D: acontece a cada 3 ou 4 anos e exige a inspeção completa de todos os componentes da aeronave.

Porque realizar a manutenção em uma oficina homologada

Assim como em outros meios de transporte, a revisão e a manutenção são fundamentais para prevenir acidentes com aeronaves. Não realizar os devidos reparos é uma negligência grave que coloca em risco a vida da tripulação e dos passageiros, além de gerar grandes prejuízos.

Isso pode impactar inclusive na imagem de empresas de táxi aéreo, transporte ou companhias aéreas, por exemplo. Pois o mercado e os consumidores entendem que a marca falta com a responsabilidade e o compromisso, colocando em risco pessoas e mercadorias.

Por isso, além de levar o avião à oficina para averiguação, é preciso ter uma tripulação bem treinada para identificar erros e falhas. Os próprios pilotos são preparados para lidar com as situações mais comuns de emergência, mas são as situações imprevisíveis que podem levar a grandes catástrofes. E quanto maior for o nível de segurança da aeronave, menor a chance de ocorrer algum imprevisto.

Outro fator importante que impacta na qualidade da segurança é a escolha da oficina. Sempre prefira levar a sua aeronave a oficinas homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e que tenham habilitação para lidar com o seu modelo. Isso garante que a empresa tenha mão de obra, conhecimento técnico e estrutura adequados para te atender.

Oficina de manutenção de aeronaves em Juiz de Fora

A nova oficina do Aeroclube de Juiz de Fora é homologada por técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) desde novembro de 2020. Desta forma, a oficina está permitida a atuar de maneira independente, com todos os processos de segurança e os procedimentos exigidos pela agência reguladora.

Além de realizar inspeções de 50 a 100 horas, o Aeroclube também pode realizar a manutenção de aviões que não compõem a sua frota. Com mão de obra qualificada, estrutura completa, o Aeroclube não tem a necessidade de terceirizar manutenções mais complexas. Atualmente o Aeroclube é habilitado para atender a modelos como: Cessna, Piper, Embraer, Tupi, Cherokee e Sêneca.

Com a homologação, Juiz de Fora se tornou novamente um centro de referência para a região no atendimento a aeronaves de pequeno porte. A oficina é a mais próxima dos aeroportos do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Jacarepaguá e outros da região.

Quer realizar a manutenção da sua aeronave com uma oficina confiável? Entre em contato com a oficina do Aeroclube de Juiz de Fora e peça um orçamento pelo telefone (32) 3029-2966.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Talvez, você também goste:
Busca por tags:

Categorias

 

Posts em destaque

Como me tornar um piloto profissional?

Arquivo do blog

 

Galeria de fotos

Slider