A formação do Piloto Comercial

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

“Terminei o curso de PP e agora?”

Se você chegou aqui, quer dizer que: ou está concluindo o curso de Piloto Privado ou quer conhecer a segunda etapa da formação aeronáutica.

Com a habilitação do curso de Piloto Privado, não é permitido exercer atividade remunerada. Portanto, torna-se necessário, para se profissionalizar na aviação civil, dar continuidade na formação, com o curso de Piloto Comercial de Avião (PCA).

Dessa forma, você poderá pilotar diversas aeronaves com qualificação e proficiência de um profissional, seja o voo visual ou por instrumentos (IFR). Este último o torna apto a voar em condições meteorológicas adversas, utilizando apenas os instrumentos de bordo, para assim continuar o voo de forma segura e de acordo com o regulamento.

O caminho, até as aulas de voo, será semelhante ao que fez no curso de Piloto Privado de Avião.

Pré-requisitos:

  • CHT (Carteira de Habilitação Técnica) de Piloto Privado;
  • Licença da ANAC de Piloto Comercial;
  • Certificado de avaliação física 1ª classe ou superior.

Logo, você irá fazer o curso teórico de Piloto Comercial e, em seguida, prestar a banca da ANAC de PCA. Após ser aprovado, será preciso passar por uma sequência de exames de saúde pericial, que tem o objetivo de certificar a aptidão física e mental dos tripulantes, considerando o exercício de cada função. E, desse modo, obter o CMA de 1ª classe.

A carga horária para a prática de voo será de 133 horas de voo (não incluindo o cheque), obedecendo às seguintes fases:

O curso de Piloto Comercial tem 133 horas de voo

Módulo 1

  • Adaptações na aeronave – 6h
  • Recuperações de atitudes anormais – 4h
  • Aquisição de experiência como piloto em comando – 62h totais (NV)
  • Noturnos: 6h

Módulo 2

  • Procedimentos IFR (Instrument Flight Rules) em simulador MNTE – 16h
  • Procedimentos IFR em aeronave MNTE – 13h

Módulo 3

  • Operação e procedimentos IFR em simulador MLTE – 12h
  • Treinamento em aeronave MLTE VFR (Visual Flight Rules) – 03h
  • Procedimentos IFR em aeronave MLTE IFR – 06h
  • Avaliação para voo de cheque – Avaliação simulador – 2h
  • Avaliação aeronave MLTE IFR (endosso) – 03h

Avaliação final de curso – mínimo de 02 horas / máximo de 03 horas (não incluso na carga horária do treinamento)

*Carga horária do Piloto Comercial Avião MLTE IFR Prático.

No Aeroclube de Juiz de Fora, você também pode realizar o curso de 2 semanas de Jet Training do Boeing 737 NG, ideal para pilotos em fase de transição para aeronaves a jato. 

Após ser checado por um piloto homologado pela ANAC, o aluno piloto já estará habilitado e pronto para seguir sua carreira na aviação. Você poderá, também, realizar treinamento para Instrutor de Voo ou pilotar aviões pequenos, acumulando experiência para a sua carreira.

Oportunidade na aviação

As oportunidades na aviação civil são muitas e vamos destacar cada uma delas para você escolher a que mais tem a ver com seu perfil. 

A primeira e a que todos mais conhecem é conhecida como a Linha Aérea. No Brasil existem grandes empresas, que nossos alunos já conquistaram vagas nas mais diversas empresas aéreas pelo mundo, como nos Emirados Árabes e na China.  

Aviação Executiva é outra oportunidade que emprega muitos pilotos pelo país e pelo mundo. Trata-se de um segmento da aviação formado por pessoas ou empresas que possuem suas próprias aeronaves a fim de atender a demanda de seus voos privados, em diferentes rotas daquelas utilizadas pela aviação regular (companhias aéreas).

O Táxi-aéreo também se encaixa nesse tipo de Aviação Executiva. Normalmente,  é composto por helicópteros ou aeronaves de pequeno porte, como aviões a jato e turbo hélice, que executam o serviço de transporte de passageiros ou cargas. Existem várias empresas espalhadas por todo o nosso país e também pelo mundo.

Aviação Agrícola é outro ramo da aviação, voltada para o desenvolvimento da agricultura por meio da utilização de aeronaves para pulverizar fertilizantes, sementes e defensivos, e combate a incêndios em campos e florestas.

Aviação de Instrução é com certeza a porta de entrada dos novos pilotos no mercado de trabalho. É onde o piloto começa a se familiarizar com a rotina aeronáutica, desempenhando um papel crucial em toda a cadeia produtiva e alimentando todo o sistema por meio de transmitir tudo aquilo que aprendeu para os novos pilotos que serão formados.

Existem outras inúmeras formas de você trabalhar no mercado da aviação. Basta estar preparado que as oportunidades surgem no decorrer de sua trajetória estudantil e profissional.

Gostou deste artigo e está preparado para dar continuidade na sua formação como piloto? Conheça o Aeroclube de Juiz de Fora e saiba como dar o próximo passo.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Talvez, você também goste:
Busca por tags:

Deixe um comentário

Categorias

 

Posts em destaque

Como me tornar um piloto profissional?

Arquivo do blog

 

Galeria de fotos

aerobuero
aeroclube
Aeroclube_Aviões (171)
aeroclube_slider_7
aeroclube_81